UNIEDFCAST #7 Capoeira

E o 7º episódio do UNIEDFCAST é sobre a brasileiríssima capoeira. Falamos sobre sua origem, os tipos, como funciona a roda de capoeira e mais…

Venha conferir!!

Resumo

Reconhecida como Patrimônio Cultural Imaterial brasileiro, pela UNESCO em 2014, a capoeira surgiu no período colonial, onde o Brasil era dominado pelos portugueses, os quais traziam mão-de-obra principalmente africana para escraviza-los, já que era mais difícil dominar os índios por causa do conhecimento que tinham sobre seu território, escapando com mais facilidade, além disso, os índios não tinham muita resistência física.

Por causa da forma cruel na qual os portugueses tratavam os escravos, estes sentiram a necessidade de criar meios de defesa, derivados da cultura que eles trouxeram ao Brasil. Como não podiam praticar qualquer tipo de luta, começaram a implantar seus golpes em músicas na tentativa de disfarça-los, assim, quando seus senhores passassem, viam uma dança que na verdade era um treinamento de sua luta.

Um dos significados da palavra capoeira é “o que foi mata” que faz referência às áreas de mata rasteira do interior do Brasil. Também é encontrada fazendo alusão aos capoeirões, que eram os lugares onde os negros escondiam-se nas matas.

Partindo para o século XVII, houve algumas mudanças com relação à escravidão; Surgiram os quilombos, formados por alguns escravos fugitivos e foi onde aperfeiçoaram a capoeira.

Ela passou por um grande período de proibição, mesmo após a abolição, por ser vista como um ato subversivo de violência, várias penas eram atribuídas a quem praticasse, até que em meados de 1930, mestre Bimba fez uma apresentação de um novo estilo de capoeira ao então presidente Getúlio Vargas, o qual reconheceu seu valor cultural, permitindo a prática no Brasil.

Possui 3 estilos: A Capoeira Angola foi o estilo que originou a capoeira e ele é caracterizado por ter um ritmo musical mais lento, os golpes são jogados mais baixos e há muita malícia.

A Capoeira Regional é o segundo estilo, surgiu em 1930 com o mestre Bimba e caracteriza-se pela malícia da Capoeira Angola com o jogo rápido de movimentos ao som do berimbau. Os golpes são rápidos e secos, sendo que as acrobacias não são utilizadas.

A capoeira contemporânea é o terceiro estilo e reúne um pouco dos dois primeiros, é o mais praticado atualmente.

A base da capoeira é o gingado, que é o movimento de todo o corpo de forma ritmada e mantendo-se alerta para os movimentos de esquiva, ataque e contra-ataque.

Na roda de capoeira, os capoeiristas começam se cumprimentando, se agachando ao pé do berimbau, não há pontuação nem tempo determinado para a luta acabar. Quando um jogador parece cansado, alguém da roda compra o jogo (indo jogar no lugar do outro).

A arena é uma roda com os capoeiristas dispostos em círculo e é o palco da luta. O ritmo é ditado pelo berimbau, geralmente são acompanhados por pandeiros, atabaque, agogô e reco-reco. O capoeirista experimentado deve ser capaz de tocar os instrumentos, cantar e aplaudir durante o jogo, sendo considerado incompleto se ignorar a musicalidade. Os golpes são principalmente chutes e rasteiras, além de cabeçadas, joelhadas, cotoveladas e acrobacias em solos ou aéreas.

Alguns movimentos da capoeira no ataque são: martelo, rabo de arraia e meia lua de compasso. Na defesa temos a cocorinha, aú e negativa.

Um dos benefícios de sua prática é que ela trabalha a coordenação motora, aprimora flexibilidade, equilíbrio e destreza, alivia as tensões do dia-a-dia e proporciona criatividade e liberdade de movimentos. Ajuda também no fortalecimento muscular e na queima de gordura.

É importante trabalhar esse conteúdo na escola, pois ajuda na compreensão do aluno como ser histórico, utilizando materiais produzidos pela nossa cultura, e utilizando da cultura corporal como ferramenta pedagógica para o aprendizado do aluno. É um assunto muito importante para o professor trabalhar em sala de aula.

A capoeira era inicialmente uma luta e através da inclusão da musicalidade na sua prática fez com que também fosse uma dança. Por no seu retrospecto histórico os praticantes costumarem dizer que se ia “jogar capoeira”, é perceptível que a capoeira também é considerada um jogo.

Pela sua difícil classificação, muitos professores quando vão dividir os conteúdos da educação física em sala de aula não incluem a capoeira em jogos, danças ou lutas, e sim como um conteúdo à parte.


Esse projeto faz parte do projeto de extensão “Conteiner saúde: Laboratório de ideias e inovações” do centro acadêmico de Vitória/ UFPE, coordenado pelo professor Luiz Miguel Picelli Sanches (luiz.sanches.ufpe@gmail.com).

Página no Facebook: https://www.facebook.com/Uniedfcast-2093344130912335/
Canal no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCN-aTJr1os3a7-PrBe7W2qg
Nosso site: http://uniedfcast.conteinersaude.com.br
Email para contato: uniedfcast.cav@gmail.com